Ministro do Ambiente aprova legislação sobre resíduos de construção dentro de um mês

Na abertura da conferência internacional “Sustainable Building 2007“, decorrida entre os dias 12 e 14 deste mês no IST, o Ministro do Ambiente Francisco Nunes Correia anunciou que o Governo está neste momento a preparar uma legislação específica para lidar com os resíduos da construção, «Existem legislações específicas para várias fileiras de resíduos, e esta estava em falta. Estamos a completar essa lacuna, há um decreto-lei que está neste momento em discussão e que estará seguramente aprovado dentro de um mês e meio, de modo a que possamos estar mais próximos da meta da União Europeia de reciclar 80 por cento destes desperdícios», afirmou.

A conferência reuniu centenas de especialistas nacionais e internacionais em torno dos materiais e práticas relacionados com a construção sustentável. Nunes Correia manifestou o seu orgulho por «Portugal estar a avançar e a participar neste movimento da construção sustentável, ao acolher esta conferência». Segundo o próprio, «a protecção ambiental tem de fazer parte do processo da construção» já que, referiu, na Europa, «o sector é responsável por 450 milhões de toneladas de resíduos, dos quais 75 por cento vão para aterros e somente 25 por cento são reutilizados ou reciclados. Em Portugal essa percentagem é ainda mais baixa, mas este Governo está comprometido em avançar ».

Fontes:

http://www.ambienteonline.pt/noticias/detalhes.php?id=5559;

http://www.ordemengenheiros.pt/Default.aspx?tabid=196

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: