Transportes públicos estão a atrair mais passageiros

A utilização dos transportes públicos está a aumentar depois de ter passado as últimas duas décadas a diminuir. Em termos globais, o transporte colectivo está a ganhar clientes e só não tem mais adeptos, porque “as empresas privadas do sector se preocupam mais com a vertente económica do que com a social, cortando carreiras pouco rentáveis”, acusa a Federação dos Sindicatos de Transportes Rodoviários e Urbanos (Festru).

Porto:

O Metro do Porto (MP) é um caso de sucesso. Subiu de 9,8 milhões de clientes em 2004 para 38,6 milhões em 2006 (mais 293,8%). “Mesmo depois de toda a rede concluída, a procura continua a crescer”, disse ao DN fonte da empresa, que tem uma média de 180 mil clientes em cada dia útil.

Lisboa:

O “comboio da Ponte 25 de Abril”, da Fertagus, quase duplicou de 11,6 milhões de passageiros no ano 2000 para 21,4 milhões em 2006 (mais 84,4%).

Com acréscimos significativos também está o Metropolitano de Lisboa, que subiu de 179,7 milhões de utentes em 2004 para 185,4 milhões em 2005 (mais 3,17%).

Em recuperação entrou “há cerca de dois meses” a Carris, que opera em Lisboa com uma considerável rede de autocarros, eléctricos e elevadores.”… nos primeiros oito meses deste ano a Carris transportou 155,6 milhões de pessoas, enquanto em igual período de 2006 registou 155,2 milhões”.

C.P. : 

O número de utilizadores também está a aumentar, tendo sido transportadas em 2006, na rede ferroviária nacional, 135,2 milhões de pessoas. Os maiores crescimentos registaram-se nas linhas urbanas do Porto, onde viajaram 18 milhões de passageiros em 2006, ou seja, mais 1,5 milhões do que no ano anterior (mais 9%). A rede urbana de Lisboa serviu 97 milhões de pessoas em 2006, o que significa mais um milhão de utentes do que em 2005.

A mesma fonte salienta que “em 2005 começou o processo de recuperação de utentes da CP, que nas últimas duas décadas tinha estado sempre a perder clientes”.

Porque motivo os transportes públicos (TP) não são mais usados? 

Vítor Pereira, dirigente da Festru, considera que os TP “não oferecem qualidade nem quantidade suficiente para que as pessoas abdiquem do seu transporte individual”.

“As empresas retiram carreiras e alteram horários, aumentam significativamente o tarifário e deixam ficar muitas populações isoladas sem TP. Em alguns locais, é preciso recorrer a táxis para os alunos irem à escola e depois voltarem”, denuncia o sindicalista. Adianta que, “muitas vezes, só há uma carreira de manhã para ir e outra ao fim da tarde para voltar”.

Critica o Estado, “porque atribui concessões às empresas de TP, mas depois não as fiscaliza eficazmente para as obrigar a cumprir o que ficou estabelecido no contrato”.

Fonte (texto parcialmente retirado de):

http://dn.sapo.pt/2007/09/19/cidades/transportes_publicos_estao_a_atrair_.html 

Uma resposta to “Transportes públicos estão a atrair mais passageiros”

  1. Para além dos casos referidos, há a destacar também o sucesso dos Transportes Urbanos de Vila Real.
    A rede de 4 linhas e 10 autocarros, em funcionamento desde Dezembro de 2004, está a ser gerida pela CORGOBUS, após ter ganho o concurso internacional lançado pela Câmara Municipal de Vila Real.
    O número de passageiros tem vindo sempre a crescer, cifrando-se actualmente em mais de 2.600.000 passageiros transportados.
    Um inquérito de satisfação realizado recentemente pela UTAD, a pedido da CORGOBUS, revela um índice médio de qualidade de serviço de 8,21 (numa escala de 1 a 10).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: