Archive for the Trolhas Category

“Carta ao meu picheleiro”

Posted in Curiosidades, Engenharia, Engenharia Civil, humor, Trolhas on Agosto 3, 2007 by Nelson Costa

Leiam esta carta … é de rir 🙂 !!!

Fonte:  Cavalheiros do Apocalipse… Recomendado! Grande paródia! Já mereciam um programa de tv só deles!

Anúncios

Piropos à Trolha

Posted in Construção, Curiosidades, Engenharia, Engenharia Civil, Trolhas on Agosto 3, 2007 by Nelson Costa

Neste espaço, designado “De Trolha a Engenheiro” refere-se um pouco de tudo o que está relacionado com a engenharia e a construção civil, não podendo pois deixar de lado uma das mais importantes realidades da construção pela qual os trolhas são conhecidos… mais até do que a própria arte de construir… o Piropo!

 (PERIGO: TROLHAS !!!)

 Qual é o trolha que se preze que não manda o seu piropo? Se não o fizer é “banana”, “frutinha”, essas coisas todas que os machos latinos e Reis do Piropo lhe insinuariam logo… É um mundo complicado o de trolha, ou és como eles ou estás contra eles, não há meio termo, a quem entra tratam logo de converter! Logo, por isso tão raro haver obra que se passe que não soe logo o assobio acompanhado do dito “galanteio” às senhoras e meninas que passam.

Enfim, sem mais delongas, aqui se segue uma lista de piropos frequentemente utilizados no dia-a-dia dos trolhas (até os cataloguei e tudo!):

CURTAS E GROSSAS:

“Tens um cu que parece uma cebola!
É de comer e chorar por mais!”

“Contigo era até ao osso!”

“Deves ser mais apertadinha que os rebites de um submarino.”

Continuar a ler

O país em que vivemos… “Jovem apanha 11 anos de cadeia por reagir a piropos”

Posted in Engenharia, Engenharia Civil, Noticias, Trolhas on Julho 28, 2007 by Nelson Costa

Quem ler o título ficará a pensar certamente que o nosso país está cada vez mais decadente…. e a verdade é que está mesmo! No entanto o caso não é bem como se percebe pelo título.

Poderão ainda questionar o porquê desta notícia ter sido colocada neste blog, ao que me justifico com o facto de um dos envolvidos ser operário da construção civil (trolha), autor dos ditos piropos (coisa pouco habitual !).

Sucede-se então que o jovem, que se encontra agora detido, ia a passear com a sua namorada, quando defronte para uma edificação em construção, vindo do cimo de um andaime, lhe começaram a ressoar aos ouvidos piropos à sua namorada. O jovem, não sendo de se ficar, resolveu parar num estabelecimento ali perto, no qual trabalhava um seu amigo e pediu-lhe uma faca emprestada. Após isto dirigiu-se à obra onde o incidente tinha ocorrido e esfaqueou o trolha, resultando na sua morte e consequente pena de 11 anos para o jovem.

A minha conclusão a tudo isto: em primeiro lugar, é entre nós mais que conhecida a falta de cultura e de respeito dos indivíduos (trolhas), na sua generalidade, que representam esta classe profissional, sendo como tal preferível ignorá-los, o que nem sempre será fácil mas que se o rapaz o tivesse feito não resultaria em arruinar a sua vida. O que é lamentável também é ver a crueldade dos actos criminosos que se têm desenvolvido neste país e por esse mundo, pois que matar alguém por uma “boca” não me parece um motivo plausível, aliás, que não o é nenhum.

Como chamada de atenção final a todos esses senhores da construção civil, ditos trolhas, que percebam de uma vez por todas que o seu trabalho é tão digno como o de outra pessoa qualquer, mas que são actos destes (piropos e bocas foleiras) que lhes tiram a dignidade como pessoas e não o seu trabalho. E se isto não chegar, pensem que outra altura poderá ser a esposa ou namorada de qualquer um de vós a passar pela mesma situação e aí … faziam como este rapaz?

 

(Fonte: “O Sexo e a Cidália”, in Diário de Notícias, revista NS de 28junho2007, “No reino da argamassa”)